segunda-feira, 6 de maio de 2013

Polêmica: Vereador de Rosário apresenta projeto de Lei para vetar viciados em drogas de cargos públicos, inclusive vereadores...

Um projeto um tão quanto polêmico será apresentado hoje (06) pelo vereador Pedrosa Filho (PSB), que trata-se da obrigatoriedade de exame toxicológico (pra saber se a pessoa usa drogas ilícitas) destinados para servidores públicos municipais da administração direta, indireta e funcional, efetivos e comissionados que ocupem cargos de confiança, ocupantes e candidatos de cargos eletivos de todos os níveis dos poderes executivo e legislativo no âmbito de Rosário-Ma.

Com esse projeto de lei nem os vereadores irão escapar do exame, que pretende moralizar e conscientizar a toda sociedade, sobre o que é considerado hoje o maior problema social e de segurança pública não só na cidade como em todo o país.

Essa iniciativa polêmica abre uma discussão sobre a questão “drogas”. Pois quem alimenta o trafico é a sociedade que no final acaba pagando com as consequências.

Segundo a redação do projeto várias medidas punitivas serão aplicadas que vai desde a suspensão das atividades profissionais para tratamento médico e psicológico, até a possível cassação de mandato, exemplo: Vereador que for pego no exame. Dentre outras medidas.

A discussão não é inédita aqui em Rosário o Deputado mineiro Dr. Grilo (PSL) apresentou um projeto para instituir uma espécie de ficha limpa para maconheiros, cocainômanos e afins. A proposta torna inelegíveis todos os dependentes e usuários de drogas.

Em seu texto, diz o colunista, Grilo diz que, para ficar impedido de se eleger, o candidato não necessariamente precisar ter sido flagrado com drogas, ou seja, mesmo os que jamais responderam a processo ou tenham sido condenados por uso de substâncias ilícitas podem ser enquadrados na lei. (revista Veja)

Será que a moda vai pegar pelas casas legislativas do país? Vamos esperar pra ver.

Um comentário:

  1. Concordo plenamente,um usuário de drogas não merece confiança.

    ResponderExcluir