quarta-feira, 23 de abril de 2014

Flávio Dino lidera com 62,5% contra 12,2% de Edinho Lobão, aponta pesquisa


No cenário mais provável para as eleições de outubro,o pré-candidato oposicionista Flávio Dino (PCdoB) continua na liderança e alcança 62,5% das intenções de votos, seguido de longe pelo pré- candidato do grupo Sarney, Edson Lobão Filho (PMDB) que aparece com 12,2%. Marcos Silva (PSTU) tem 3,3% e Pedrosa (PSol) 2,3%.

De acordo com a pesquisa, 11,6% dos entrevistados responderam que não votariam em
nenhum, branco ou nulo; e 8,2% disseram não saber ou não quiseram responder. A pesquisa Data M está registrada no TRE/MA sob protocolo 6/2014 e foi realizada entre os dias 19 e 22 deste mês.

Esta é a primeira pesquisa que avalia o novo cenário da eleição após a desistência de Luís
Fernando Silva (PMDB), que havia sido escolhido como pré-candidato apoiado pelo grupo Sarney desde 2013. Com a pré-candidatura de Edinho Lobão, o novo cenário mostra que o pré-candidato da oposição, Flávio Dino, ampliou a vantagem que vem mantendo nas intenções de voto.

Na pesquisa espontânea, aquela em que o nome dos candidatos não é mostrado aos
entrevistados, Flávio Dino lidera com 33,2%. Em egundo aparece o nome da governadora
Roseana Sarney, que não será candidata, com 4,1%, e em seguida Edinho Lobão com 3,3%.
48,8% disse não saber em quem votar.

Rejeição – A pesquisa DataM verificou também arejeição dos pré-candidatos a governador.Quando os entrevistados eram perguntados emquem não votariam de jeito nenhum, 35,5%responderam que não votariam em Edson LobãoFilho, seguido de João Alberto (17,2%), LuísPedrosa (14,5%), Flávio Dino (10,5%) e MarcosSilva (7,7%). Não votaria em nenhum reúne 6,8%dos entrevistados e não sabe/não respondeu,7,6%.

O instituto DataM ouviu 1500 eleitores em todasas regiões do Maranhão e possui margem de errode 3 pontos percentuais para mais ou paramenos.

Fonte.: JP

Func abre incrições de brincadeiras para Festa Junina em São Luís


A Fundação Municipal de Cultura (Func) abriu, na terça-feira (22), o prazo para inscrição, seleção e contratação de propostas artísticas que irão compor a programação junina organizada pela Prefeitura de São Luís. As inscrições poderão ser feitas até 16 de maio – das 13h às 19h – de segunda à quinta-feira, e das 8h às 14h (na sexta-feira), na sede da Func, Centro.

O tema deste ano é “São João de São Luís – O Arraial do Brasil é Aqui”. O evento será realizado na Praça Maria Aragão, de 13 a 29 de junho, com 350 apresentações juninas que serão contratadas.

Poderão se inscrever espetáculos artísticos de grupos e manifestações da cultura popular (grupos de bumba-meu-boi, tambor de crioula, danças, grupos alternativos, grupos mirins de cultura popular), propostas de shows musicais e forró pé de serra, espetáculos cênicos (teatro, contação de história, intervenções artísticas), que já tenham apresentações prontas para o período junino, obedecendo ao critério de 60 minutos de duração máxima de cada espetáculo.

Cada proponente deverá organizar um material que inclui portfólio ou currículo artístico com notícias e fotos sobre o grupo, texto descrevendo a história e relevância do grupo para a cultura maranhense, CD ou DVD com algum registro, repertório musical coerente com as propostas de show musical ou apresentações de bandas de forró pé de serra, entre outros requisitos que constam no edital.


Do G1 Ma

Cantora Ruth Moares faz grande festa no lançamento do seu CD "Fiel Até o Fim"


No último sábado (19/04) a cantora Ruth Moraes lançou seu primeiro CD com o título: " Fiel até o fim", onde amigos, admiradores e grande público, puderam presenciar uma performasse que elevou o nome do Senhor Jesus, com hinos inspirados e uma produção de primeira, o lançamento do disco da cantora, foi um sucesso.
 A igreja Assembléia de Deus em Morros foi o lugar escolhido para a grande festa que contou com a participação especial de várias trações gospel, como a banda Som de adoradores, as cantoras Nayara, e Mara Souza, e o ministério Eterna Aliança que acompanhou a cantora Ruth.

 Várias apresentações e homenagens, foram como um presente aos convidados que vieram de várias cidades da região.     




Ao lado do blogueiro Jerffeson de Jesus

Com a contora Mara Souza

Petrobras é a empresa mais endividada do mundo e corre risco de falir nos próximos 2 anos, dizem especialistas

A Petrobras vem passando por graves problemas e corre risco até mesmo de falir, segundo especialistas.
Atualmente a empresa é a mais endividada do mundo, segundo dados do Bank of America Merril Lynch. Os dados mais recentes do endividamento da estatal foi divulgado pela própria Petrobras em agosto de 2013 e relata uma dívida líquida de R$ 176,280 bilhões.

O jornal Financial Time fez uma matéria onde relata que o governo do Brasil, com seu intervencionismo na estatal está transformando a Petrobras numa bomba relógio que pode explodir a qualquer momento.
A consultoria norte-americana Macroaxis afirma que a possibilidade da empresa decretar falência nos próximos dois anos é de 32,4%.

Com a explosão de escândalos atrás de escândalos, só tem piorado a imagem da Petrobras para investidores em geral. Seu valor de mercado caiu 50% desde 2010 e a empresa enfrenta a pior crise de sua história. O valor atual da estatal é de R$ 179 bilhões, enquanto em 2010 era de R$ 380 bilhões.

 O comentarista Arnaldo Jabor disse que um dos problemas da estatal é o uso dela pelo governo para “tampar buracos” de outros setores. Segundo o jornalista o PT está destruindo a si mesmo, ao Brasil e a Petrobras.

Atualmente há uma batalha política para definir a abertura ou não de uma CPI para investigar os escândalos envolvendo a estatal, o foco principal é investigar a compra da refinaria de Pasadena nos EUA, que gerou prejuízo de mais de UU$ 1 bilhão para a empresa. O governo quer vetar de todas as formas ou, não conseguindo impedir, tentar ofuscar as investigações, colocando outros temas para serem investigados juntamente com a Petrobras, como o caso do superfaturamento dos metrôs, já a oposição tenta uma saída para conseguir que seja instaurada a CPI para investigar exclusivamente a Petrobras. O que resta é aguardar os próximos “capítulos dessa novela” que parece estar longe do fim e torcer para que a maior empresa brasileira não seja destruída até lá.

Fonte: Gazeta Social

Confira a grande premiação desta semana do Maracap!

Nesta semana o Maracap encerra o mês de abril com mais uma grande premiação.

Compre seu titulo em nossos postos ou em nossa regional em frente a CEMAR e boa sorte.

Você encontra titulo de R$ 5 reais simples, e de R$ 10 reais o dupla chance!

Maracap é mara é da gente.

terça-feira, 22 de abril de 2014

Após denúncias, Prefeita de Bom Jardim é afastada pela Câmara...

A Câmara Municipal de Bom Jardim afastou na manhã desta terça-feira (22) a prefeita Lidiane Rocha (PRB) do cargo por 90 dias. A decisão visa a facilitar o andamento dos trabalhos de um Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) aberta na Casa para apurar denúncias de improbidade administrativa.
Além do afastamento, os vereadores da cidade procederam à imediata posse da vice-prefeita, a ex-deputada estadual Malrinete Gralhada (PPS).
Segundo o presidente da Câmara, vereador Silvano Andrade (PSB), Lidiane Rocha foi afastada depois que a CPI constatou irregularidades na compra, pela Prefeitura, de um terreno do marido da prefeita, Beto Rocha, supostamente para a construção de uma creche que nunca saiu do papel. O terreno tem 3.000m² e foi adquirido pelo valor de R$ 150 mil.
“Constatamos também uma verdadeira farra de combustíveis, com a emissão de notas para vários carros de particulares, inclusive de cantores de banda e BMW de parentes da prefeita”, disse o parlamentar.
Blog do Gilberto Léda

Documento vazado pelo Wikileaks mostra fortuna de Roseana no exterior mais de R$ 350 milhões de reais.

Um documento vazado pelo Wikileaks em 2009 não mereceu nenhuma atenção da mídia e nem do governo. É uma pena, porque ele tem um imenso interesse público.

No documento, o Wikileaks fala de um dinheiro que Roseana Sarney, governadora do Maranhão, teria nas Ilhas Caimãs, um dos mais notórios paraísos fiscais do mundo.
Roseana, segundo o Wikileaks, tinha em 1999 cerca de 150 milhões de dólares em Caimãs. Em reais, seriam cerca de 350 milhões em valores de hoje.

Você pode ver o documento aqui.

Dinheiro em paraíso fiscal é uma tragédia para a economia de um país. Primeiro, e acima de tudo, porque significa sonegação de impostos. É com o dinheiro dos impostos que você
constrói escolas, hospitais, estradas, portos, aeroportos e outras coisas que são absurdamente escassas, por exemplo, no Maranhão.

As coisas ficam ainda mais complicadas quando você olha para uma conta num paraíso fiscal e se pergunta: como o titular acumulou tanto dinheiro?

É mais dura a situação quando você examina o documento do Wikileaks sobre Roseana. De onde vieram os 150 milhões de dólares denunciados pelo Wikileaks?
Por que ninguém investigou o caso nestes anos todos?
Sabemos os interesses da mídia. A Globo, particularmente, tem uma longa relação de amizade e parceria com a família Sarney no Maranhão.

Esqueça então a Globo.

E o governo, por que não se movimentou? Uma hipótese é que a informação – embora pública – não tenha chegado a Brasília. Mas a alternativa mais real é a que diz respeito à assim chamada governabilidade. Mexer com os Sarneys– nem que fosse para meramente
esclarecer um documento de elevado interesse público – é uma das últimas coisas que um governo que dependa do PMDB deseja.

E então nada muda e nada acontece. O preço colossal é pago, como sempre, pela sociedade. As Jornadas de Junho mostraram que as pessoas estão cansadas dos arranjos políticos em volta da governabilidade –porque eles atrasam consideravelmente
o desenvolvimento social brasileiro. A mensagem das ruas foi entendida? Se sim, é hora de enfrentar certas realidades desagradáveis.

Se não, as ruas fatalmente voltarão a se manifestar – contra a mídia que só defende seus próprios interesses e contra a “governabilidade” que perpetua iniquidades históricas
nacionais.


Por Paulo Nogueira, fundador e diretor
editorial do site de notícias e análises
Diário do Centro do Mundo.