.

.
.

sábado, 28 de março de 2015

Homem desconfiado gruda a vagina da esposa com cola "super bonder"!


O caso de violência doméstica chocou a África do Sul.

Um homem pensou que sua esposa estava tendo um caso e decidiu se vingar colocando supercola na vagina da mulher.

O marido, de 40 anos, ameaçou a mulher de 45 anos com um facão e a obrigou a se despir.

"Ele me mandou deitar e abrir as pernas e, em seguida, tirou supercola e aplicou na minha vagina. Eu chorava e implorava para ele parar, mas ele não parecia se importar", contou a esposa para a imprensa local.

"Eu não sei o que faria um homem que ama uma mulher a fazer isso com ela", completou. 
A esposa tentou remover a cola, porém ela não será capaz de ter relações sexuais novamente e sofre de dores terríveis.

Ela queria que ele fosse preso, mas tem medo do marido ir atrás dela.

"Eu queria prestar queixa, mas ele fugiu e não foi visto desde o incidente", disse.


Fonte: O Globo

Prefeita de Rosário Irlahi Moraes poderá ter mandato prorrogado até 2018!


Ainda no segundo semestre deste ano, Deputados e Senadores votarão a Reforma Política e um item é destaque: a prorrogação dos mandatos, por mais dois anos, de todos os prefeitos e vereadores eleitos em outubro de 2012. Eles terão, portanto, seis anos de mandato.

Com isso, em 2018 — explicou Edmar — haverá eleição única para presidente da República, governadores, deputados estaduais, federais, senadores, prefeitos e vereadores. 

O projeto é  deputado federal Edmar Arruda e segundo ele, em entrevista a uma emissora de TV nesta semana, afirmou que os parlamentares vão aprovar o projeto. “O clima é pela aprovação”, disse.

Com isso, todos os prefeitos, inclusive a prefeita de Rosário, Irlahi Moares, além dos vereadores teriam o mandado prorrogado até 2018, se a reforma for aprovada.

Polícia Militar prende 3 por tráfico de drogas em Rosário!


Wadame Santos Cantanhede, 19 anos; Eliana Sousa Assunçõa, 23 anos; Lucilene Santos, 47 anos, foram presos em flagrante, após uma denuncia anônima , a polícia militar desarticulou mais um ponto comercialização de drogas, localizado na Rua da Maconha no bairro Ivar Saldanha em Rosáario, na sexta (27).

Segundo a PM foi encontradas na casa onde funcionava a “boca” , 74 papelotes de crack, R$ 118,00, 01 Celular


Os três conduzidos foram apresentado na delegacia regional de Rosário. Segundo a policia civil os mesmo foram autuados em flagrantes, enquadrado no artigo 33 e 35 da lei 11.343/06 (lei de entorpecentes, trafico e associação) e serão remanejados para Unidade Prisional do município.  

sexta-feira, 27 de março de 2015

500 Trabalhadores perderam o emprego com o fechamento da siderúrgica Margusa, em Bacabeira

Do Imirante


Após 17 anos em operação produzindo ferro-gusa no município de Bacabeira, a Margusa encerrou suas atividades e mais de 500 trabalhadores diretos perderam o emprego. A empresa se junta à Companhia Siderúrgica do Maranhão (Cosima), em Pindaré-Mirim, e Ferro Gusa do Maranhão (Fergumar), em Açailândia, que paralisaram as atividades por causa da crise do setor.

A Margusa, que produzia em torno de 240 mil toneladas por mês, funcionava com dois altos-fornos. Mas a empresa não suportou o agravamento da crise que vem se arrastando desde 2008, sendo obrigada, então, a paralisar suas atividades por causa da falta de mercado para o ferro-gusa, matéria-prima do aço, e também pela baixa no valor do produto.

Segundo o secretário do Sindicato das Indústrias de Ferro Gusa do Estado do Maranhão (Sifema), Cláudio Azevedo, para cada emprego gerado na siderúrgica, cinco são criados em outras áreas da cadeia produtiva – plantio e colheita de eucalipto, produção de carvão, transporte. Ou seja, cerca de 2.500 empregos diretos indiretos foram eliminados.

Ontem, Cláudio Azevedo estava em Açailândia, onde a crise também se agrava. Ainda estão operando, mas com apenas 30% de sua capacidade produtiva, as siderúrgicas Gusa Nordeste, Viena, Pindaré e Guarani (antiga Simasa).

Demissões - De acordo com informações do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Açailândia e Região (Stima), desde janeiro mais de 150 empregados foram demitidos pelas guserias instaladas no município.

“O polo siderúrgico de Açailândia possuia, em 2007, em torno de 6 mil empregados diretos. Com a crise [iniciada em 2008], esse número caiu para 3 mil e hoje tem pouco mais de 2.200 empregados de forma direta”, contabilizou o presidente do Stima, Jarles Adelino.
Ele disse que recebeu notificação da Gusa Nordeste, empresa do grupo Ferroeste, responsável também pela Aciaria em instalação no município, informando que a partir de abril dará férias coletivas a 50% do quadro e empregados da siderúrgica. “Em maio serão dadas férias coletivas aos outros 50%”, assinalou.

Segmentos - Jarles Adelino informou, também, que outros segmentos econômicos estão sendo afetados pela crise no setor guseiro. Ele relatou o caso de uma empresa de montagem industrial que operava com 800 empregados e demitiu mais de 600 desses trabalhadores.

Essa situação de crise que afeta os setores de serviços que operam no entorno do pólo siderúrgico também preocupa a Associação Comercial e Industrial de Açailândia (Acia). “Muitas empresas vivem em torno do polo siderúrgico. Se o mercado não reagir, as guserias vão fechar as portas, causando grandes prejuízos à economia do município”, lamentou o vice-presidente da Acia, Lucimar Cordeiro.

Fechamento de guserias poderá afetar 15 mil

Caso as quatro siderúrgicas que ainda operam em Açailândia encerrem suas atividades, cerca de 15 mil pessoas, entre funcionários diretos e familiares, e empregados de empresas que atuam como fornecedoras de produtos e serviços ao setor, serão afetados.

No mês passado, segundo o Sindicato das Indústrias de Ferro Gusa do Estado do Maranhão
(Sifema), o setor guseiro registrou o maior prejuízo da história:
US$ 4 milhões de perda de receita. O prejuízo foi causado pela baixa do ferro-gusa no mercado, com uma queda de 45% e pela falta de demanda. Atualmente, há 180 mil toneladas de gusa estocadas nos pátios das guseiras.
Diante desse agravamento da crise, o Sifema está buscando o apoio do poder público.
Ao Governo Federal, a entidade solicitou que as siderúrgicas sejam beneficiadas com o reembolso dos valores referentes a custos tributários residuais do PIS e Cofins existentes nas cadeias de produção, assegurados pelo Regime Especial de Reintegração de Valores Tributários para as Empresas Exportadoras (Reintegra). Como também a disponibilidade de uma linha especial de crédito para que o setor guseiro possa transpor esse momento de dificuldade.

Na esfera maranhense, o Sifema buscou do Governo do Estado a sensibilização para que libere créditos do ICMS aos quais as empresas têm direito por serem exportadoras.

 Mais

- Em pleno agravamento da crise do setor guseiro, siderúrgicas e Sindicato dos Metalúrgicos de Açailândia estão em negociação da data-base dos trabalhadores.
- Mas até agora não se chegou a um entendimento entre as partes. Isso porque, o sindicato não aceita congelamento de salário, que teria sido proposto pela Sifema.

Números

500 Trabalhadores perderam o emprego com o fechamento da siderúrgica Margusa, em Bacabeira

240 Mil toneladas por mês era a produção da Siderúrgica Margusa, que encerrou suas atividades

quinta-feira, 26 de março de 2015

Rosário está entre os municípios com alto risco de epidemia de dengue!


A cidade de Rosário, a 55 km de São Luís, é um dos 8 municípios maranhenses onde ainda é muito alto o risco de acontecer uma epidemia de dengue, de acordo com os dados do levantamento do Ministério da Saúde realizado em mais de 1800 cidades de todo o território nacional.

Nos postos de saúde do município e no SESP é grande o números de pacientes com os sintomas da doença à procura de atendimento médico.

Com base nesta situação preocupante a secretária municipal de saúde irá promover varias ações para prevenir e combater a dengue e a febre Chikungunya.

O objetivo da atual gestão é orientar a população dos riscos e as formas de prevenção das doenças. As ações irão iniciar com uma grande caminhada com o tema: Ação do dia D de Combate a Dengue e da Febre Chikungunya, que irá saí da Praça do Coqueiro as 07h30min até a Praça da Matriz, além disso, haverá o “Grande Bota Fora”, onde as Secretárias vão recolher lixos em bairro e no Rio Itapecuru, como também distribuir materiais educativos para população, entre outras atividades.


Além de Rosário, as outras cidades do estado do Maranhão com risco de epidemia de dengue são Amarante do Maranhão, Presidente Dutra, João Lisboa, São Domingos, São Mateus, Tuntum e Vargem Grande.

Prefeita de Rosário cobra em Brasília situação da cidade em relação aos danos causados pela extinta Refinaria Premium

A Refinaria Premium I que seria instalada nas cidades de Bacabeira e Rosário, no Maranhão, deixaram um passivo ambiental no município de Rosário (cidade mais afetada), que faz limite com Bacabeira.

As informações foram prestadas pela prefeita da cidade, Irlahi Linhares (PMDB), que acompanhou a audiência pública da Comissão Externa das Refinarias da Petrobras que discutiu, na tarde de quarta-feira (25), a paralisação da construção de duas refinarias da Petrobras - a outra ficaria no Ceará.

Irlahi foi convidada pela coordenadora da comissão externa que realizou o debate, deputada Eliziane Gama (PPS-MA), a falar sobre o impacto do cancelamento do investimento para a cidade.

Segundo ela, 70% da obra ficava em Rosário, uma nascente do Rio Itapecuru foi seriamente afetada pelas obras que estavam preparando o terreno da Refinaria. Alem disso, duas comunidades rosarienses foram deslocadas para abrigar a usina. "O que fica para Rosário? Só os impactos socioambientais", disse a prefeita. "Era preciso vir aqui dizer isso para vocês."

Demissões - Pouco antes, o sindicalista Lourival Monteiro Júnior, do Sindipetro do Pará/Amazonas/Maranhão/Amapá, disse à comissão que a paralisação dos investimentos levou à demissão de 10 mil pessoas que estavam lidando diretamente com a implantação da refinaria. Ele estima que a refinaria Premium I iria gerar 20 mil empregos diretos.

Antes da audiência pública, a comissão aprovou requerimento do relator, deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), solicitando informações ao ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga.

quarta-feira, 25 de março de 2015

Veja como receber a Carteira de Habilitação de graça no programa "CNH Jovem"!


Dois mil jovens de escolas públicas na faixa etária de 18 a 21 anos serão beneficiados pelo programa ‘CNH Jovem’, sancionado na manhã desta terça-feira (24) pelo governador Flávio Dino. Na cerimônia, a secretaria de Juventude, o Detran-MA e organizações juvenis prestigiaram este importante passo que reduzirá o índice de mortes de trânsito e ainda, garantirá o exercício da cidadania para que os jovens entrem habilitado no mercado de trabalho.

O diretor do Detran, Antônio Nunes, disse que até o segundo semestre o programa ‘CNH Jovem’ será implantado. “Serão investidos mais de R$ 3 milhões no processo todo. O órgão vai preparar o setor de informática para receber as solicitações e também faremos o levantamento de sistemas com as instituições de ensino para saber os melhores colocados no Enem”, frisou o diretor Antônio Nunes.
Requisitos

Para ter acesso à gratuidade, os jovens precisam ter idade entre 18 e 21 anos e ter cursado as três últimas séries do ensino médio em escola pública. Pelo programa, 50% das vagas serão destinadas aos inscritos com melhores pontuações no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) realizado no ano anterior e as outras 50% serão distribuídas por sorteio.


Inicialmente, o programa abrangerá os 54 municípios maranhenses que estão incluídos no Sistema Nacional de Trânsito e é válido para emissões de PD e CNH nas categorias A, B e AB.