segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Enquanto Flávio Dino dá entrevista em SP, População faz protesto contra fechamento de Hospital no Interior do Maranhão!



Centenas de pessoas realizaram o ato público em frente à unidade de saúde. Várias autoridades, vereadores, lideranças, e populares fizeram parte do protesto legítimo, pacífico e ordeira em prol da saúde.

A mobilização foi ganhando corpo ao longo da manhã e por volta das 9h30m, a grande multidão caminhou pelas ruas da cidade com faixas, cartazes e carros de som num grande ato de indignação popular contra o possivel fechamento do hospital. 

Lago dos Rodrigues é um exemplo para o Maranhão, pois nesta atual crise da saúde, foi o primeiro município em que os moradores se levantaram para impedir a paralisação das atividades de um hospital. 

Segundo informações, o sistema de saúde do governo do Estado está em colapso por falta de recursos. Hoje, o Sindsaúde denunciou que a Secretaria de Estado da Saúde (SES) realiza demissões em massa nas UPAs de São Luís e nos hospitais regionais de Peritoró, Coroatá, Caxias, Alto Alegre do Maranhão, Timbiras, Moção, Itapecuru-Mirim e Timon.

O Hospital foi inaugurado em 23 de junho de 2010 no governo de Roseana Sarney. “O Hospital Geral de Lago dos Rodrigues foi construído para servir a região com serviços ambulatoriais, urgência, emergência, cirurgias, encaminhamentos, nutrição, internações, raio-x, etc, abrangendo cerca de 10 municípios da região”, informou um funcionário.

Os diretores do hospital de Lago dos Rodrigues receberam a informação das demissões ontem (10) em São Luís. Na reunião, foram informados que o hospital não será fechado, porém, funcionará como uma policlínica, ofertando serviços de exames e consultas com especialistas em diversas áreas: ortopedistas, neurologistas, cardiologistas, etc. O hospital não terá mais internações e ambulância.

 Via Carlinhos Filho

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Estudo mostra que maioria dos transgênero já tentou suicídio

Mais da metade dos adolescentes que se identificam como transgênero tentaram o suicídio, mostra um novo estudo desenvolvido por pesquisadores dos Estados Unidos.

De acordo com uma análise de dados da pesquisa "Perfis de Vida Estudantil: Atitudes e Comportamentos", conduzida por Russell B. Toomey, Ph.D. da Universidade do Arizona-Tucson, 51% das adolescentes que decidiram fazer a transição para se tornar homens relataram pelo menos uma tentativa de suicídio.

O estudo foi publicado na revista "Pediatrics" e desenvolvido pelo Instituto "Search", um grupo sem fins lucrativos com sede em Minneapolis, focado em questões da juventude.

Os dados foram coletados no período de junho de 2012 a maio de 2015 e incluíram 120.617 adolescentes entre 11 e 19 anos. Entre as perguntas da pesquisa estava: "Você já tentou se matar?". Cerca de 14% por cento dos entrevistados, com a média de 15 anos de idade, disseram que sim. O estudo também descobriu que os níveis de educação dos pais e o status socioeconômico da família não pareceu afetar a decisão dos adolescentes que tentaram suicídio.

Estatísticas

Os números são muito mais altos entre aqueles que fizeram uma transição de gênero ou sexo.

Na amostra da pesquisa, 60.973 dos adolescentes eram biologicamente do sexo feminino e 57.871 eram do sexo masculino. O restante se identificou com outro gênero ou sexo. Entre eles, 202 se identificaram como transexuais de homem para mulher, 175 se identificaram como transexuais de mulher para homem, 344 se identificaram como "transexuais não-binários", e 1.052 se identificaram como alguém que ainda estava "se questionando".

Vinte e oito por cento dos adolescentes que "se questionavam" relataram tentativas de suicídio, assim como 30% dos homens e mulheres trans-identificados e 42% dos não-trans-identificados. Esses números são consideravelmente maiores do que os adolescentes que se identificaram com seu sexo biológico; apenas 10% desses homens e 18% das mulheres relataram tentativas de suicídio.

Em entrevista à CNN na quarta-feira (12), Heather Hutzi, psicóloga-chefe do Hospital Infantil de Orange County, na Califórnia, disse que as taxas de suicídio são mais altas em todas as populações que "aumentaram o estigma ou a falta de compreensão".

Embora ela não fizesse parte da pesquisa de Toomey, ela observou que se sentir marginalizado, estigmatizado e isolado leva muitos jovens a se sentirem tão desesperançosos que começam a usar drogas, o que, quando associado à depressão, aumenta o risco de suicídio.

Hutzi acrescentou que o suicídio é "a segunda principal causa de morte" entre os adolescentes e as taxas estão subindo.

"Eles são muito impulsivos", disse ela. "Para os adolescentes, em particular, uma grande porcentagem — acho que é de 50% a 60% — tentam 30 minutos depois de terem a ideia. O cérebro deles não está suficientemente desenvolvido".

John Ayers, pesquisador da Universidade da Califórnia em San Diego, disse à Reuters que ainda não se sabe por que adolescentes que se identificam como transgêneros ou transexuais cometem suicídio em taxas tão altas.

"É extremamente importante começarmos a investigar o por quê, em vez de simplesmente contar quantos, especialmente para projetar campanhas eficazes de prevenção", disse ele.

Distorção da realidade

Segundo a pediatra Michelle Cretella, estimular em uma criança a ideia de que talvez ela tenha "nascido no corpo errado", pode destruir sua noção da realidade.

"O sexo biológico não é atribuído, mas sim determinado na concepção pelo nosso DNA e está estampado em cada célula de nossos corpos. A sexualidade humana é binária. Você tem um cromossomo Y normal, que se desenvolve em um homem, ou não, e você se transformará em uma fêmea. Existem pelo menos 6.500 diferenças genéticas entre homens e mulheres. Hormônios e cirurgia não podem mudar isso", destacou.

"Se eu entrar no consultório do meu médico hoje e disser: 'Oi, eu sou Margaret Thatcher', meu médico vai dizer que eu estou delirando e me passará uma receita de antipsicóticos. No entanto, se em vez disso, eu entrasse e dissesse: 'Eu sou um homem', ele diria: 'Parabéns, você é transgênero", afirmou Cretella, expondo a incoerência da ideologia de gênero.

Via Guam.com.br

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Adolescente de 15 anos recorre ao suicídio no interior do Ma


A jovem Maria Vitoria de apenas 15 anos de idade infelizmente recorreu ao suicídio na noite desta segunda (09).

A noticia da morte da jovem comoveu a cidade de Balsas.

O mês de setembro é realizado em todo país uma campanha de conscientização para prevenção do suicídio, o Setembro Amarelo.

Via Blog Eduardo Costa

Esperança ressurge em Bacabeira! Venancinho, Alan e Bira se unem contra o caos e o atraso!


Os ex-prefeitos do município de Bacabeira, Alan Linhares (PCdoB) e Venancinho (DEM), se reuniram com o atual vice-prefeito Bira Torres (PP) para começar a discutir o futuro política do novo grupo que se forma.

Bira, que compôs chapa com a atual prefeita Fernanda Gonçalo, decidiu romper e aliar-se com Alan e Venancinho, porque, assim como a grande maioria da população de Bacabeira, sentiu-se enganado pela atual prefeita, que realiza uma das piores gestões que o município já teve.

Com histórico de dedicação a Bacabeira, a união dos três políticos promete transformar a eleição do ano que vem em uma grande vitória do povo.

Em 2008, Venancinho foi eleito com a votação maciça de mais de 83% dos votos, deixando a segunda colocada bem atrás, com apenas 16%.

Em 2012, Alan Linhares foi eleito com mais de 41% dos votos, derrotando Fernanda Gonçalo (PMN), que obteve mais de 10% a menos, ficando com 30.92% dos votos validos.

Em 2016, pregando a renovação e com uma das campanhas mais caras do Maranhão, Fernanda chegou a prefeitura com uma diferença mínima de pouco mais de 4%.

Agora, a população de Bacabeira conhece o potencial dos principais pré-candidatos, e deve decidir o futuro do município.

MARAMAIS

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Aluno do IEMA de Bacabeira vai armado com revólver pra escola, e polícia é acionada.

Policiais do 27° BPMMA apreenderam no IEMA do município de Bacabeira um revólver calibre 38 da marca tauros.

Segundo a PM a arma de fogo foi encontrada na mochila de um aluno identificado por Thaynan de 19 anos. No momento da chegada da polícia o estudante não estava mais na escola. A arma teria sido localizada por funcionários da escola que em seguida chamaram o pai que assinou a suspensão do aluno.

O episódio causou pleperxidade nos pais e moradores da cidade.

Dia histórico em Rosário: 500 casas são entregues à população


Rosário viveu um dia histórico. A entrega
das 500 casas do Residencial Antonina Moraes I do MCMV. Que felicidade em ajudar as famílias rosarienses a realizarem o sonho da casa própria! Frisou a Prefeita Irlahi Moraes.

As unidades possuem sala, cozinha, dois quartos, banheiro, lavanderia e terraço. O conjunto habitacional possui, ainda, área de lazer para os moradores e ruas pavimentadas com asfalto e iluminação.

Participaram da entrega o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, o senador Roberto Rocha, o deputados federais João Marcelo e Edilazio Júnior, o senador João Alberto, demais lideranças e a população rosariense!

 Antes do evento Irlahi ainda entregou o Portal da Cidade.

terça-feira, 3 de setembro de 2019

Bolsonaro assinará MP da carteira estudantil digital ainda está semana


O presidente Jair Bolsonaro deve assinar, nesta semana, a medida provisória (MP) que vai instituir a carteira digital do estudante. Batizada de MP da Liberdade Estudantil, a medida deve passar a oferecer uma nova modalidade de identificação estudantil, em versão totalmente digitalizada. Ainda não há informações sobre se o novo documento substituirá as atuais carteiras de estudante. "[Sobre] a carteira de identidade [estudantil] digital, deve ser assinada a Medida Provisória nesta quinta-feira (5)", informou o porta-voz do Palácio do Planalto, Otávio Rêgo Barros, em entrevista a jornalistas, nesta segunda-feira (2).

Atualmente, a Lei nº 12.933/2013, chamada Lei da Meia-Entrada, atribui a prerrogativa exclusiva de emissão da Carteira de Identificação Estudantil às próprias entidades estudantis, como a Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), além de suas entidades estaduais e municipais filiadas
Fonte: Agência Brasil de Notícias 

Prefeita de Rosário mostra como está ficando a creche da Cidade Nova

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes compartilhou mais uma notícia boa. Em breve, o bairro Cidade Nova vai ganhar uma creche com capacidade para atendimento de 224 crianças nos dois turnos. A construção segue o Projeto Proinfância Tipo B, modelo padrão de educação infantil. Os recursos são oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

“Seguimos trabalhando para fortalecer a educação em Rosário e ampliar a qualidade do nosso ensino!” enfatizou Irlahi